domingo, abril 20, 2008

Fur - Um Retrato Imaginário de Diane Arbus por Steven Shainberg [2006]

Quando não estou a trabalhar estou a ver cinema. Quando não estou a trabalhar ou a ver cinema ouço alguma música. A minha grande paixão é (e será sempre) o cinema. Se o tempo para ver cinema é pouco, para escrever sobre ele é muito menor. Custa-me destacar alguns filmes porque me sinto obrigado a escrever sobre dezenas deles. Dezenas ou centenas. A que se deve este destaque? Por um lado sobrou-me algum tempo, por outro a banca americana não implodiu nos últimos 5 dias e porque FUR merece um destaque. O fascinante trabalho de Arbus ganha novos admiradores e o cinema liberta-se ao permitir este "retrato imaginário". É bom que quem escreve e quem realiza se sinta livre para imaginar. Nestes tempos em que a ficção de televisão parece bater em toda a linha o cinema no campo da experimentação, são objectos como FUR que me fazem continuar a acreditar que o cinema pode seguir outros caminhos quando se dá liberdade para imaginar e experimentar.

7/10
[
+]
1.0 (31) 2.0 (56) 3.0 (117) Alfa (9) Árvore (9) Beta (15) Cibéria FM (12) Cinzas (23) Coisas (17) Consola (7) dna (12) Eco (22) Entropia (20) Ferrugem (14) Kubrick (6) Magnum Park (19) Memória (14) Metropolis (22) Notas (1) Planificação (212) promo (1) Rothko (2) Tabaco (20) Vertigem (22)