quinta-feira, maio 01, 2008

One giant leap

Ontem vivemos um daqueles momentos históricos que estupidamente ou por pura burrice não se destaca. Às vezes é complicado perceber algum do trabalho jornalístico que por cá se faz mas isso é outra conversa.

O que se passou? Brasil, o colosso emergente teve a confirmação de que é mais do que uma economia promessa.

S&P increased Brazil's long-term foreign currency debt rating to BBB- from BB+ after Latin America's biggest economy grew at the fastest pace since 2004 last year and foreign direct investment climbed to a record $34.6 billion. Brazil, once the world's largest emerging-market debtor, became a net foreign creditor for the first time in January as rising demand for the nation's metals, sugar and soybeans fueled exports. [+bloomberg]

Por outras palavras, o Brasil passa a emitir divida que aos olhos do mundo tem boa qualidade. Só países que são considerados bons pagadores, conseguem uma notação BBB, também conhecida por Investment Grade. Se a dívida emitida tem boa qualidade, o Brasil passa a pagar menos para pedir emprestado. Assim, é quebrado o ciclo vicioso monstruoso que não permite que os mais pobres deixem de ser pobres. Grande vitória de Lula, gigantesco passo para o Brasil.
1.0 (31) 2.0 (56) 3.0 (118) Alfa (9) Árvore (9) Beta (15) Cibéria FM (12) Cinzas (23) Coisas (17) Consola (7) dna (12) Eco (22) Entropia (21) Ferrugem (14) Kubrick (6) Magnum Park (19) Memória (14) Metropolis (22) Notas (1) Planificação (212) promo (1) Rothko (2) Tabaco (20) Vertigem (22)